MATSUDA VITTAFISH 40

INDICAÇÃO

A VittaFish 40 deve ser usada na alimentação de pós-larvas e micro alevinos de peixes onivoros tropicais como a: Tilápia, catfish americano, lambari, pacu, tambaqui, piauçu, matrinxã, carpas, curimbatá, entre outras.

EMBALAGEM

25 kg

FASE

Pós-Larvas

Pós-Larvas

RAÇÕES PARA PEIXE

Qualidade da água e rações no Pesque Pague Ribeiro

RAÇÕES PARA PEIXE

Dia de Campo Piscicultura

RAÇÕES PARA PEIXE

Acqua Pesca 32 (Tanque Fundo)

RAÇÕES PARA PEIXE

Criação de peixes em Minas Gerais (Rações Matsuda)

Indicado para peixes nas fases:PL até 5 g
Tamanho dos peletesPó fino < 0,5 mm
Proteína Bruta (mín.)400 g
Extrato Etéreo (mín.)90 g
Fibra Bruta (máx.)30 g
Matéria Mineral (máx.)110 g
Cálcio (mín.)15 g
Cálcio (máx.)30 g
Fósforo (mín.)12 g
Vitamina A (mín.)12.000 U.I./kg
Vitamina D3 (mín.)4.500 U.I./kg
Vitamina E (mín.)180 U.I./kg
Vitamina C (mín.)500 mg
Zinco (mín.)240 mg
Lisina (mín.)16 g
Metionina (mín)7 g
Faixa de pesoPelete
Produção < 8 ton/ha
Produção > 8 ton/ha
Quilos de ração para 1.000 peixes
PL a 5 gVittaFish 40VittaFish 404

A alimentação de peixes toma o conceito de biomassa como um parâmetro básico. Isto é obtido multiplicando o número de peixes pelo seu peso médio. Para que este cálculo de biomassa seja tecnicamente útil, o peixe deve ser pesado a cada 21-30 dias. A quantidade indicada de alimento a ser fornecido é 90% da quantidade de alimento que seria consumida para que o peixe seja saciado. Quantidades menores (tais como 80%) resultam numa melhor conversão alimentar, mas reduzem o crescimento. Quantidades maiores (como quase 100%) resultam em baixa conversão alimentar, mas com maior ganho.

Topo